• Áliston Meneses

Repórter Sandra Passarinho deixa a Globo após 50 anos

Anúncio foi feito em comunicado do diretor-geral de jornalismo da emissora, Ali Kamel

Passarinho, repórter da Globo, deixou a emissora após quase cinquenta anos na empresa. Em comunicado interno do diretor de jornalismo Ali Kamel, divulgado pelo blog Notícias da TV, ele relembrou a trajetória da jornalista de 69 anos.

“Alguns nomes se transformam numa verdadeira marca. E assim é o nome dela. Na verdade, o nome que Sandra ganhou logo que chegou à Globo, com apenas 19 anos.” Kamel explica que Passarinho não é o verdadeiro sobrenome da repórter, que ganhou o apelido do cartunista Borjalo por ser “pequena e rápida”. O último nome é Laukenickas.

Ela entrou na emissora em 1969, como estagiária, e foi contratada em 1970. Tornou-se a primeira correspondente internacional da Globo, estreando em 1974 em Portugal, com a cobertura da Revolução dos Cravos. Ela chegou a sair da TV entre 1982 e 1985, quando trabalhou para canais estrangeiros, mas depois retornou à emissora.

Atuou nos principais jornalísticos da empresa, como Bom Dia Brasil, Jornal Nacional e Globo Repórter e também em atrações da Globo News. Kamel falou sobre o destino da repórter. “Não deixará o jornalismo, mas terá um outro ritmo. Um dos amigos que fez em Londres, na Polytechnic of Central London, a convidou para participar de um projeto pioneiro. E sem a necessidade de se mudar para Londres”, explicou.

Ele finalizou o texto agradecendo à jornalista “pela imensurável contribuição que ela deu ao jornalismo da Globo e ao jornalismo brasileiro. E por ter inspirado tantos e tantos profissionais. Entre eles eu, que sempre parei quando via uma reportagem dela no ar. Desde a década de 1970”.


Fonte: O Globo

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados