• Áliston Meneses

Papa Francisco chega ao Iraque nesta sexta-feira

Pela primeira vez na história, um papa visita o Iraque.


O papa Francisco visita o Iraque de sexta-feira (5), a segunda-feira, sendo esta a primeira viagem de um papa a um país muçulmano de maioria xiita.


A agenda inclui encontros com a comunidade católica, que tem 590 mil pessoas, cerca de 1,5% da população iraquiana, além de cristãos de outras Igrejas e confissões religiosas, líderes políticos e o grande aiatola Ali Sistani, a maior autoridade xiita do país.


Francisco vai passar por Bagdá, Najaf, Ur, a terra natal do patriarca Abraão, figura de referência para os judeus, cristãos e muçulmanos, Erbil, capital do Curdistão iraquiano, Mossul e Qaraqosh.


Segundo a agência Ecclesia, em 2003 havia cerca de 1,4 milhão de cristãos no Iraque, mas estima-se que hoje sejam cerca de 250 mil, uma diminuição de mais de 80% em menos de duas décadas.


Antes do exílio, a maioria dos cristãos estava na província de Nínive, cuja capital é Mossul.

Em mensagem de vídeo aos iraquianos, divulgada hoje (4) na véspera de sua partida, o papa diz que visita o país como "peregrino da paz, depois de anos de guerra e terrorismo".

Ele manifesta o desejo de orar com irmãos e irmãs de outras tradições religiosas, considerando o povo iraquiano como "uma única família de muçulmanos, judeus e cristãos".


Bento XVI considera a viagem "perigosa"

O Papa emérito Bento XVI, que vive em um mosteiro do Vaticano desde sua renúncia há oito anos, chamou de "perigosa" a viagem histórica de seu sucessor Francisco ao Iraque em uma entrevista publicada na segunda-feira.


"Acho que é uma viagem muito importante", disse o ex-papa de 93 anos em uma entrevista ao jornal Il Corriere della Sera.


“Infelizmente ele chega em um momento muito difícil que também torna sua viagem perigosa: por motivos de segurança e por causa da ambição. E ainda há a situação instável do Iraque. Acompanharei Francisco com minhas orações”, acrescentou o alemão, que conversou com um fio de voz, segundo o jornalista que o entrevistou.



* Informações da RTP - Rádio e Televisão de Portugal com AFP


Veja mais notícias no Aconteceu PB.