• Áliston Meneses

Nomeação feita por Regina Duarte é anulada pelo Planalto


O Planalto anulou a nomeação de Maria Do Carmo Brant de Carvalho, escolhida por Regina Duarte para trabalhar com ela na secretaria especial de Cultura. Maria do Carmo comandaria a Secretaria da Diversidade, conforme publicação no Diário Oficial desta segunda-feira (9).


Em edição extra do Diário Oficial publicada no fim da tarde, o ministro da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto, tornou a nomeação sem efeito. Maria do Carmo sofreu críticas de aliados de Jair Bolsonaro por ter sido secretária de Assistência Social durante o mandato de Dilma Rousseff.


Após afirmar que uma "facção" deseja tirá-la da Secretaria de Cultura, Regina recebeu críticas públicas do ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, do escritor Olavo de Carvalho e do presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo.


Apontado como um dos fiadores da entrada da atriz no governo, Ramos disse ao Estado que "não foi boa" a declaração de Regina. Articulador político do Palácio do Planalto, o ministro também defendeu Camargo, chamado pela atriz de "ativista" e de "problema", em entrevista à TV Globo exibida no domingo, 8. A assessoria da nova secretária afirma que o presidente Jair Bolsonaro sabia da gravação à emissora.


Desde que foi anunciada como substituta na Cultura de Roberto Alvim, demitido por parafrasear o nazista Joseph Goebbels, a atriz tem recebido uma enxurrada de críticas nas redes sociais. Os ataques partem de apoiadores de Bolsonaro que não gostaram de demissões da pasta de integrantes do movimento conservador.


Estadão

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados