• Áliston Meneses

Gabriel Medina confirma favoritismo e é tricampeão mundial de surfe



Após a frustração de ter saído sem medalha dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Gabriel Medina deu a volta por cima e alcançou sua redenção da maneira que mais gosta, com show na água. Nesta terça-feira, 14, o brasileiro bateu o compatriota Filipe Toledo na final e faturou o tricampeonato do Mundial de Surfe, na praia de Lower Trestles, na Califórnia, Estados Unidos.


Com uma performance sólida, Gabriel venceu a primeira da melhor de três baterias da decisão, manteve o alto nível na segunda, com direito a backflip, e garantiu o seu terceiro título mundial ao somar 16,30 pontos contra 15,70 de Filipinho, em encontro que foi interrompido temporariamente devido à presença de tubarão na água.


Quando conquistou o primeiro título, em 2014, o paulista de Maresias colocou como seu principal objetivo ser tricampeão. O bi chegou em 2018, e o tri bateu na trave na temporada seguinte, quando ficou com o vice-campeonato, perdendo para o também brasileiro Italo Ferreira, que fora batido por Filipe mais cedo em Trestles.


“Eu me sinto muito feliz, não é todo dia que você alcança o seu sonho. Hoje é um dia especial para mim, eu tinha esse sonho na minha mente. É trabalhar duro, não tem outro jeito de chegar lá. Este dia vai ser para sempre na minha vida, vou contar para os meus filhos”, comentou o surfista após deixar o mar.


Medina ainda destacou o seu amadurecimento como pessoa em uma temporada desafiadora.


“Este ano é diferente de qualquer outro, foi um desafio. Fiz coisas que nunca havia feito antes, me tornei um homem. Encontrei minha mulher”, disse ele.


“Este título é para ela, eu a amo demais. Ela me faz ser uma pessoa melhor”, declarou um emocionado e apaixonado Medina, citando sua mulher, Yasmin Brunet.


Com o triunfo, Gabriel passou a integrar o seleto grupo de tricampeões do surfe, que conta com o australiano Mick Fanning, o havaiano Andy Irons e o norte-americano Tom Curren. Já o Brasil chegou a cinco títulos mundiais nos últimos sete anos, uma verdadeira Brazilian Storm.




Redação


Veja mais notícias no Aconteceu PB.

sr joana.jpg