• Áliston Meneses

Juiz volta atrás e diz que Dona Marisa tinha R$ 26 mil e não R$ 256 milhões


O juiz Carlos Henrique André Lisbôa, da 1ª Vara da Família e das Sucessões de São Bernardo do Campo, admitiu ter confundido o valor de investimentos de Marisa Letícia, ao questionar a família Lula sobre supostas aplicações de R$ 256 milhõesde Marisa no banco. As informações são do jornalista Guilherme Amado, da revista Época.


Lisbôa confundiu um investimento automático em certificados de depósito bancários (CDBs) com valor nominal de debêntures que o ele mesmo havia reconhecido que Marisa não tinha a partilhar.  O magistrado reconheceu em decisão desta quinta-feira, 7, que os CDBs eram de R$ 26 mil.


"O inventariante se manifestou por meio da petição de fls. 573/576 e juntou o extrato de fls. 577/584. Restou demonstrado que o investimento que a falecida possuía no Banco Bradesco tem saldo líquido de R$26.282,74 (fls. 578) e que ele não é regulamentado pelos contratos acostados a fs. 394/427 e 428/468. A questão, portanto, está devidamente esclarecida", escreveu o juiz.


Segundo o juiz, que não pediu desculpas pelo erro, os ataques ocorridos a partir do erro dele, a exemplo das fake news espalhadas por Eduardo Bolsonaro e Regina Duarte, deverão, caso os atingidos desejem, ser alvo de ações em separado na Justiça.

Redação com O Povo online

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados