• Áliston Meneses

FPF confirma os horários e as datas das finais do Paraibano entre Treze e Campinense


A Federação Paraibana de Futebol (FPF) definiu na noite dessa quinta-feira as datas e os horários das finais da 110ª edição do Campeonato Paraibano. O primeiro Clássico dos Maiorais da decisão do estadual vai ser disputado na próxima quarta-feira, dia 12, às 15h45. A partida vai acontecer no Estádio Amigão, com o mando do Campinense, já que o Treze, mandante do jogo de volta, tem melhor campanha que o rival. Por sinal, o segundo confronto vai ser realizado no sábado, dia 15, às 16h.


A princípio, a intenção era que a partida de ida fosse realizada na tarde deste sábado, mas o fato é que o Treze tem a estreia na Série C do Campeonato Brasileiro marcada para este domingo, às 16h, quando recebe o Imperatriz no Estádio Amigão, em Campina Grande.


A FPF esperava que a CBF adiasse esse jogo para poder realizar o confronto de ida do estadual. No entanto, isso não aconteceu, mas a entidade nacional já arrumou o calendário, pois adiou o duelo entre Santa Cruz e Treze, em Recife, pela segunda rodada da Terceirona. O jogo entre a Cobra Coral e o Galo seria disputado no dia 13, mas foi adiado para o dia 18, numa terça-feira.


Ou seja, o Treze vai entrar numa maratona nas próximas semanas, pois vai encarar quatro partidas em nove dias, sendo duas pelas finais do Paraibano e outras duas pela Série C nacional.


Confira as datas e os horários das finais do Campeonato Paraibano 2020:


12/08 | 15h45 (quarta-feira) | Campinense x Treze | Amigão, em Campina Grande


15/08 | 16h (sábado) | Treze x Campinense | Amigão, em Campina Grande


Após 12 anos, Campinense e Treze vão decidir o Campeonato Paraibano novamente. O duelo vai ser diferente, sem a presença do torcedor nas arquibancadas, já que o estado segue convivendo com a pandemia do novo coronavírus e é importante evitar aglomerações para que a doença não avance ainda mais.


Dentro de campo, o Treze chega com uma campanha melhor que a do Campinense. O time alvinegro chega ainda mais embalado pela forma como eliminou o Botafogo-PB nas semifinais, com uma remontada em que muitos já descartavam, mas o Galo, de Moacir Júnior, devolveu os 2 a 0 da ida e foi competente nas penalidades, convertendo as cinco cobranças, contra quatro do Belo.


Agora a missão é vencer o grande rival nas decisões para encerrar um incômodo jejum de nove anos sem erguer um troféu. A última conquista do Galo da Borborema no Campeonato Paraibano foi em 2011.


No lado do Campinense, a temporada tem sido bem curiosa. O time começou o estadual com um time bem diferente do atual, com Oliveira Canindé como treinador, mas já brigando na parte de cima do seu grupo. Com a parada do futebol, as coisas mudaram pelas bandas do Renatão, com o elenco sofrendo uma transformação.


Hoje a Raposa tem Nei Júnior no comando, mas nomes como Rafael Ibiapino, artilheiro do Campeonato Paraibano, seguiu na equipe e sonha em conquistar o estadual pelo segundo ano seguido, já que ele venceu com o Botafogo-PB no ano passado. O Rubro-Negro venceu o estadual pela última vez em 2016.


Com Globo Esporte PB