• Áliston Meneses

Dupla paraibana é presa em Crato na posse R$ 700 em notas falsas.

Um dos envolvidos possui em seu desfavor, um mandado de prisão em aberto por furto qualificado expedido pela justiça da comarca de São José do Piranhas-PB.


Os paraibanos Janaílton de Araújo Silva, 37 anos (foto 01) com endereço na Rua Bento Figueiredo, 904, Bairro Monte Santo, em Campina Grande, Paraíba e Valdemberg de Araújo Guimarães, vulgo “Val” 38 anos (foto 02), residente na Rua Manoel Alexandrino de Araújo, 84, Bairro Jeremias, na mesma cidade paraibana foram presos na tarde deste sábado (16) em Crato, pelo RAIO com apoio do Policiamento Ostensivo Geral (POG), acusados de repassarem dinheiro falsificado no comércio cratense.


As prisões aconteceram por volta das 13h30min após a equipe do RAIO 01 receber informações via Ciops que dois indivíduos em um veículo Fiat uno, de cor prata ano 2013, e placa OWI-1518 teriam passando notas de 100 reais falsas, no distrito de Dom Quintino para em seguida tomarem como destino a sede do Crato. Os militares diligenciaram em torno da denúncia vindo a abordarem o carro com os dois suspeitos na Rua São Raimundo no bairro Batateira.


Após realizarem buscas pessoais em Janaílton e Valdemberg e no interior do automóvel, os PMs apreenderam R$ 1.460 reais em espécie sendo 700 em notas falsas, o carro em que os dois trafegavam, bem como o CRLV relativo ao veículo, uma caneta tipo marcador de texto, seis aparelhos de telefonia de marcas diversas, um máquina de cartão de crédito mercado pago, point mini, cor azul, dezoito Garrafas de refrigerantes de diversas marcas e sete de bebidas alcoólicas.



Os policiais ao consultarem via Ciops os nomes dos suspeitos, constataram que Janaílton possui em seu desfavor um mandado de prisão em aberto por furto qualificado expedido pela justiça da comarca de São José do Piranhas-PB, datado de 04 de novembro 2019. A dupla foi conduzida juntamente com os itens apreendidos a Delegacia da Polícia Federal de Juazeiro do Norte, onde o delegado Gilson Mapurunga da Costa determinou a lavratura do auto de prisão em flagrante contra Janaílton e Valdemberg.


A guarnição militar CP 2375 se dirigiu da casa da vítima, Raimundo Nonato da Silva que por ser idoso e ter saúde frágil, não poderia ser levado a delegacia para prestar queixa do crime, entanto um de seus filhos juntamente com mais duas cédulas falsas que seu pai havia recebido dos acusados foi apresentado DPF para os devidos procedimentos.


DA AGÊNCIA CARIRICEARA Redação – Fotos: Redes sociais

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados