• Áliston Meneses

Dono do Sistema Correio sugere apedrejar jornalistas que noticiam mortes pelo covid-19

Declaração foi destaque na mídia nacional na tarde desta quinta-feira (14).


O portal nacional UOL repercutiu, na tarde desta quinta-feira (14) a declaração do ex-senador Roberto Cavalcanti, proprietário do Sistema Correio de Comunicação, que sugeriu o apedrejamento de jornalistas que divulgam o crescimento no número de mortos por conta do coronavírus.


“Tem determinadas emissoras que ao dar o placar de quantos morreram no país naquele dia, parece que um gol da seleção do Brasil. ‘Hoje 10 mil gols, batemos recorde’, não sei o que lá, tudinho… (sic). Isso é uma vergonha, isso é um país que deveria ter vergonha na cara, um jornalista, um radialista que fizesse um negócio desses deveria ser apedrejado na rua, entendeu”, disse Cavalcanti.


E o empresário continuou: “Na verdade, eu descarrego esse meu silêncio de 62 dias para hoje, talvez me exaltei. Peço desculpas, na verdade a minha forma de conduzir é na parcimônia, de agregar, de conquistar, mas têm momentos que você assiste o assassinato de pessoas, o assassinato de empresas, e não é possível que o Brasil não se revolte contra isso, e deixe de lado o problema de ser de um lado ou de outro da política”.


Aconteceu PB com PB Agora

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados