• Áliston Meneses

Com cortejo pelas ruas de CG e homenagem no Parque no Povo, corpo de Genival Lacerda é sepultado


O corpo do cantor e compositor Genival Lacerda, que morreu aos 89 anos em decorrência de complicações da Covid-19, foi enterrado nesta quinta-feira (7) no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, conhecido como Monte Santo, em Campina Grande, cidade onde o músico nasceu. Ele foi recebido sob aplausos pelas ruas da cidade, além de homenagens no Parque do Povo. No cemitério, um trio de forró pé-de-serra tocava músicas do artista para os fãs.


O corpo do artista saiu de Recife às 15h30 e chegou à Paraíba por volta das 18h45. Ele foi recepcionado por fãs que o aguardavam na entrada do município. Algumas das principais ruas da cidade foram tomadas pela comoção da despedida, que, para muitos, aconteceu durante o cortejo fúnebre.


O percurso pela cidade foi rápido. Durou menos de meia hora. Passou pela Avenida Brasília, localizada na entrada de Campina Grande, e de lá seguiu para as estátuas de Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga, no Açude Velho, cartão postal da cidade.


Não houve velório devido aos protocolos de prevenção à Covid-19, mas o enterro atrasou um pouco porque os familiares esperavam a chegada de uma das filhas do artista. Quando o corpo do paraibano cruzou o portão do cemitério, apenas a família e a imprensa teve acesso. Ficou restrito a essas poucas pessoas o adeus derradeiro, mesmo que o caixão tenha permanecido lacrado durante todo o tempo. O corpo de Genival foi sepultado às 20h30.



Redação


Leia outras notícias em AconteceuPB.com.br . Curta nossa página no Facebook.

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados