• Áliston Meneses

Com aumento dos casos de covid-19, visita presencial ao Congresso é suspensa



A visita institucional presencial ao Congresso Nacional está suspensa novamente, por tempo indeterminado. A decisão do presidente da Câmara, deputado Arthur Lira, vem depois da volta do sistema de trabalho remoto na Casa até o carnaval, na primeira semana de março.


Segundo Lira, a medida é necessária devido ao aumento de casos de covid-19. O tour presencial à Câmara havia sido reaberto em 20 de dezembro de 2021. Com a decisão da Câmara, a visita presencial ao Palácio do Congresso Nacional fica suspensa por completo, já que o Senado havia interrompido esse tipo de visita desde o início da pandemia, em março de 2020.


Quem quiser conhecer os prédios da Câmara e do Senado pode optar pelas visitas virtuais. A Câmara oferece a visita virtual não guiada. Nesse modelo, cada pessoa direciona seu caminho conforme seu interesse. Tudo é narrado, com informações sobre os ambientes e as obras de arte por exemplo.


Senado

O Senado oferece a visita virtual 360º. Para quem quiser mais interatividade, também está disponível a visitação on-line com uma pessoa como guia. O visitante também tem a oportunidade de responder perguntas e ver vídeos. Essa experiência digital exige agendamento.

Para marcar a visita on-line guiada ao Senado, é preciso acessar o site www.congressonacional.leg.br/visite. Há horários de segunda a quinta-feira, um de manhã e outro à tarde. Às sextas, são atendidos grupos institucionais, agendados pelo e-mail visite@senado.leg.br. A atividade é gratuita e tem duração aproximada de uma hora.

Presencial

Antes da pandemia, a visita presencial ao Congresso Nacional já estava consolidada dentro do turismo cívico em Brasília. Só no mês de janeiro de 2019, foram quase 16 mil visitas. O interesse vinha crescendo ano a ano, com o Congresso registrando 124 mil visitantes em 2017 e 140 mil em 2018. Em 2019, foram 155 mil visitantes.




Agência Senado


Veja mais notícias no Aconteceu PB.