• Áliston Meneses

Central de Transplantes registra primeira doação de múltiplos órgãos de 2022 na Paraíba

Todos os órgãos foram destinados para receptores paraibanos.


A Central Estadual de Transplantes registrou, na noite do último sábado (8), a primeira doação de múltiplos órgãos de 2022 na Paraíba. A iniciativa do gesto foi da família de um adolescente de apenas 12 anos, que estava internado no Hospital Arlinda Marques, em João Pessoa, e teve diagnóstico de morte encefálica confirmado após complicações ocasionadas por encefalopatia hipóxico isquêmica, que é uma síndrome clínica neonatal decorrente de um episódio grave e prolongado de isquemia ou hipóxia que ocorre antes ou durante o momento do parto.


Após uma cirurgia de cerca de 3 horas, foram retirados fígado, rins e córneas. Todos os órgãos foram destinados para receptores paraibanos. O fígado foi implantado em uma mulher de 51 anos, o rim direito foi encaminhado para uma adolescente de 14 anos e o rim esquerdo, transplantado em uma adolescente de 16 anos. As córneas foram levadas para análise no Banco de Olhos.


Para a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central, Rafaela Carvalho, a iniciativa tem um importante significado para os receptores e familiares. “Para nós é muito gratificante poder transformar a vida de alguém, devolver a esperança de sonhar, voltar a ter uma rotina normal e conseguir desenvolver atividades que antes estavam impossibilitadas por conta das condições clínicas instáveis. E essa transformação vai além de beneficiar só o receptor, muda também a vida das famílias e amigos,” ressaltou.


Doação de órgãos - A doação de órgãos tecidos é um ato nobre que pode salvar vidas. Muitas vezes, o transplante pode ser a única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para as pessoas que esperam em uma fila. Conscientizar a população sobre o gesto é fundamental.


Para ser doador não é necessário deixar a informação por escrito, mas é fundamental comunicar à família o desejo da doação. Após o diagnóstico de morte encefálica, a família é consultada e orientada sobre o processo de doação de órgãos.


Lista de espera - Atualmente, 516 pacientes aguardam um transplante na Paraíba, sendo 311 esperando uma córnea, cinco por um coração, 15 por fígado e 185 por rim.





Redação com Secom - PB


Veja mais notícias no Aconteceu PB.