• Áliston Meneses

Celso de Mello deve assistir vídeo de reunião nesta segunda



O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), deverá assistir na segunda-feira ao vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril para depois decidir sobre o eventual levantamento, total ou parcial, do sigilo da gravação, segundo comunicado divulgado nesta sexta-feira pela assessoria da corte.


A reunião é considerada uma das principais provas apontadas pela defesa do ex-ministro da Justiça Sergio Moro para confirmar a acusação feita por ele de que o presidente Jair Bolsonaro tentou pressioná-lo a fazer mudanças no comando da Polícia Federal, ameaçando-o de demissão. O presidente nega.


Segundo o comunicado, Celso de Mello vai examinar pessoalmente os registros da reunião ocorrida no Palácio do Planalto. "Sem o conhecimento do conteúdo do vídeo, o ministro não terá condições de avaliar os argumentos apresentados pelo advogado-geral da União, pelo procurador-geral da República e pelos advogados do ex-ministro Sergio Moro", disse.


O ministro do STF, conforme o comunicado, já tem uma visão geral do teor da reunião, a partir do relato feito pelo juiz federal auxiliar Hugo Sinvaldo Silva da Gama Filho.


Reuters

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados