• Áliston Meneses

Bolsonaro veta retorno da gratuidade no despacho de bagagem em voos


O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou nesta terça-feira (14) a volta da gratuidade no despacho de bagagem em voos comerciais do Brasil, aprovada anteriormente pelo Congresso.


A justificativa de Bolsonaro é de que o dispositivo contraria o interesse público e "aumentaria os custos dos serviços aéreos e o risco regulatório, o que reduziria a atratividade do mercado brasileiro a potenciais novos competidores e contribuiria para a elevação dos preços das passagens aéreas".


Com o veto, bagagens com mais de 23 kg em voos nacionais e mais de 30 kg em voos internacionais continuarão sendo cobradas à parte pelas companhias aéreas.


O dispositivo fazia parte da Medida Provisória (MP) do Voo Simples, sancionada nesta 3ª pelo presidente da República, que atribui para a Anac um maior controle regulatório para a "criação e extinção de tarifas aeroportuárias devidas por companhias aéreas e passageiros pelo uso da infraestrutura".





Sbt News


Veja mais notícias no Aconteceu PB.

cartão logo.jpg
giphy.gif