• Áliston Meneses

Barragem Pilões alcança capacidade máxima após obras de recuperação



Com as últimas chuvas no Sertão paraibano, a barragem Pilões, no município de São João do Rio do Peixe, alcançou a capacidade máxima e transbordou nesta semana. A barragem Pilões faz parte da Bacia do Rio do Peixe e atende a população para o abastecimento de água e piscicultura. Conta com um volume máximo de 13 milhões de metros cúbicos, comprimento de 150m e altura de 11m.


A barragem passou por obra, concluída no final de 2020, no maciço do vertedouro do açude, para conserto de um vazamento que existia há 30 anos. O investimento para recuperação foi de R$ 882.876,98. Para garantir a segurança do manancial, foi executada a recuperação do vertedouro com injeções de calda de cimento, para preenchimento dos vazios encontrados na alvenaria de pedra, aplicação de resina à base de poliuretano, para tratamento das fissuras e trincas encontradas no vertedouro, com objetivo de estancar o vazamento na estrutura.


A manutenção ocorreu como parte do Programa de Recuperação de Barragem efetuado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma). O Programa abrange 66 barragens das 150 monitoradas pela gestão estadual, por meio da Seirhma e pela Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). O objetivo é realizar monitoramento com frequência das barragens, visando deter o avanço do desgaste pelo tempo. O investimento no PRB é de R$ 30 milhões, com recursos do Estado.


O programa já está na quarta etapa. Essa etapa dos trabalhos foi dividida em três lotes, que estão sendo efetuados simultaneamente, beneficiando reservatórios do Sertão no lote um, do Litoral no lote dois e a barragem de Gramame/Mamuaba, que abastece a Capital, no lote três, num total de 66 barragens.



Secom-PB


Veja mais notícias no Aconteceu PB.

sr joana.jpg