• Áliston Meneses

Acusado de matar policial militar em Malta troca tiros com a polícia e acaba morto



A Polícia Militar havia anunciado o fechamento do cerco contra os principais suspeitos pela morte do Cabo Manoel Messias Paulino, de 44 anos, que foi morto com vários tiros de arma de fogo na noite dessa quarta-feira (28), enquanto bebia com amigos, em Malta-PB.


Na manhã dessa quinta-feira (29), um deles teria trocado tiros com uma guarnição da PM.


Atingido, o suspeito acabou morrendo, segundo informações do delegado.


A vítima fatal é um homem que residia em Patos, mas tem família em Malta, identificado por Eduardo Gomes Ferreira, conhecido por Loló. Com ele, foram encontradas duas armas de fogo.


O suspeito estava escondido no mato, em uma região rural de Malta. Localizado pela polícia, ele teria atirado contra os policiais e acabou sendo baleado.


Ele foi socorrido para o Complexo Hospitalar Regional de Patos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida.


A investigação segue e pessoas que estavam no local do crime foram prestar depoimento na Polícia Civil em Patos.


Duas mulheres e um homem foram presos e conduzidos para a delegacia de Polícia Civil de Patos, sob suspeitas de terem participado de alguma forma na morte do policial. Eles serão ouvidos a fim de contribuir com as investigações.



Cabo da Polícia Militar é morto a tiros na cidade de Malta




Aconteceu PB


Veja mais notícias no Aconteceu PB.

sr joana.jpg