• Áliston Meneses

57 Venezuelanos que vivem em Campina Grande testam negativo para coronavírus, diz Secretaria

A Secretaria de Saúde de Campina Grande aplicou testes rápidos em 57 imigrantes venezuelanos, no final da tarde desta quinta-feira (7). De acordo com a Secretaria todos testaram negativo para o Coronavírus.


O grupo vem recebendo assistência do Município nos últimos meses. 


Além deles, também foram submetidos a testes, 10 servidores da Secretaria de Assistência Social (Semas), que trabalham diretamente com a comunidade. Da mesma forma, não foram detectados infectados no grupo.


A equipe de Vigilância em Saúde, da SMS, também aplicou a vacina contra o vírus do H1N1 em todos os homens, mulheres e crianças da comunidade acomodada no Serviço de Convivência e Fortalecimento dos Vínculos (SCFV), em Bodocongó.


Acompanhado pelos secretários Filipe Reul (Saúde) e Maésio Tavares (Semas), Romero cumprimentou o grupo e desejou boa sorte a todos. E o prefeito terminou por comemorar os resultados. "Graças a Deus, sentimo-nos aliviados por nossos irmãos da Venezuela e por Campina Grande, que os acolheu", prontificou.


Centro de Acolhimento

A atenção aos venezuelanos não para por aí. Nos próximos dias, em data a ser agendada pelo prefeito, será inaugurado o centro de acolhimento à comunidade em Campina Grande. O prédio da Escola Municipal Sérgio de Almeida, no bairro do Jeremias, foi adaptado pela Semas para acolher o grupo de imigrantes em situação de fragilidade social.



Redação

0 visualização

Receba nossas atualizações

  • Facebook ícone social
  • Instagram

© 2019 Aconteceu PB — Todos os direitos reservados